Férias 2016 – Japão – Gastronomia

Publicado: 7 de novembro de 2016 em Viagens
Tags:

Gastronomia

A gastronomia japonesa é riquíssima e cara. Um melão pode ser um presente. Uma manga também. É comum vermos frutas apresentadas em caixas para presente para serem ofertadas a clientes ou amigos. Em lojas gourmet, um cacho de uva pode passar de 200 dólares. Uma pechincha!!!!

Tudo lá é muito bem apresentado. Bolachas, balas e muitas outras coisas são embaladas individualmente. As caixas são decoradas e acomodam o conteúdo de forma a preservá-lo.

Nos restaurantes, a variedade impressiona. Para quem gosta da culinária japonesa, é um deleite participar de uma refeição típica.

Confesso que não é o meu forte, mas não deixo de admirar tamanha competência na arte culinária. Sim…. muitas vezes, uma verdadeira obra de arte.

Hokkaido é um caso à parte. Parte da sua gastronomia atrai até mesmo aqueles que, como eu, não são fãs da comida japonesa. Em Hokkaido, algumas convicções mudam de figura. Em cada parada que fizemos, uma nova descoberta. Não dá para descrever o sabor do milho, do melão, do aspargo, do sorvete, do chocolate, do cookie e de todas as guloseimas feitas de algas. Algas! Detestava antes de experimentar os salgadinhos feitos com elas.

Nos restaurantes por onde passamos, o pessoal também se deliciou com tudo que foi servido. Confesso que não consigo gostar quando a comida é muito típica. Elas rendem fotos belíssimas, mas o sabor… para mim…. não dá.

Comi bem em muitos lugares, não posso me queixar, principalmente em Hokkaido, cuja gastronomia prima por produtos frescos, bem ao sabor ocidental.

De todos os restaurantes por onde passamos, vale registrar, com detalhes, aquele que mais deixou saudade. Foi um almoço que fizemos num pequeno hotel perto de Biei, com apenas 5 quartos, o Bi-Blé Hotel. Para visitantes, o restaurante serve apenas almoço ou jantar. O café da manhã é restrito aos hóspedes.

O restaurante tem o mesmo nome do hotel – Bi-Blé Restaurant. Nós tivemos o prazer de almoçar lá. Nunca tomei uma sopa creme de milho tão gostosa. Não fica atrás o pão de batata, servido embrulhado num guardanapo. O hotel possui uma padaria, cujos pães agradam a todos os nossos sentidos e o restaurante serve produtos frescos, de acordo com a estação, colhidos nos seus campos. Tivemos a sorte de passar por lá no auge da produção de aspargo e de milho. Indescritível o sabor de ambos. Foram servidos muitos pratos, em pequenas porções, de modo que pudemos degustar verdadeiras delícias produzidas no local. Um banquete que recomento a quem tiver a oportunidade de passar por lá.

Quer saber mais?

http://www.japan-guide.com/chottozeitaku/160609.html

http://bi-ble.jp/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s