Qingdao – China_15/07/2011

Publicado: 15 de julho de 2011 em Viagens

Hoje o dia foi de viagem. Saimos do Niagara Hotel de Seoul às 9h direto para o aeroporto. Ficamos algum tempo no free shop do Incheon, o aeroporto de lá, antes de embarcarmos para Qingdao, às 13h30. O voo saiu no horário e demorou cerca de 1h10. Por causa da diferença de fuso horário, chegamos praticamente na mesma hora que saimos de Seoul. Só que foi um parto sair do aeroporto. A imigraçao não queria deixar o nosso colega Darcy entrar de jeito nenhum. Nós percebíamos que estava acontecendo algo diferente mas não estávamos entendendo nada. Só sabíamos que havia apitado quando ele passou no detector. Além disso, vários seguranças perguntavam para um e para outro do nosso grupo de onde éramos, o que estávamos fazendo na China e outras tantas coisas mais. Quem sabia um pouco mais de inglês ajudava o outro na comunicação. Estava um clima estranho e só depois de mais de uma hora descobrimos que o Darci estava com irradiação acima do normal, que foi detectada quando ele passou. Por causa do que aconteceu no Japão e da sua poximidade com a China, o controle está rigorosíssimo. Foi aí que entendemos a razão de tantas perguntas. Achamos que eles queriam saber se alguém entrava em contradição sobre a origem da viagem. Como o Tony fala mandarim, foi permitido que ele entrasse para ajudar. Eles se entenderam e o Darcy vai ter que enviar para eles os exames de contraste e a ressonância magnética que fez há 20 dias, causa da alta irradiação. Eles queriam que alguém do Brasil passasse um fax naquela hora e só liberaram porque seria impossível por causa do fuso.

Depois do sufoco, fomos para o Crowne Plaza, nosso hotel em Qingdao. A parada foi rápida. Saimos em seguida para fazer o reconhecimento da cidade. Paramos para ver a Praça 4 de maio que tem a sua importância por causa de um fato histórico que aconteceu depois que terminou s guerra. Nesse dia, estudantes de Pequim se rebelaram para libertar Qingdao da dominação japonesa. 

Como toda cidade litorânea, no verão Qingdao tem o trânsito caótico, não anda. Além dos carros em excesso, os chineses fazem o que querem – um atravessa na frente do outro, semáforos não são respeitados etc. Já vimos esse filme antes. Vale qualquer coisa e ninguém anda.

Nossa guia, Esperança, nos deu algumas informações sobre a cidade – o salário mínimo vale o equivalente a R$500,00, o metro quadrado custa entre 4 e 10.000 dólares e a cidade possui 8.000.000 de habitantes. Foram muitas outras informações, mas nada relevante para ser relatada. 

Ela só não disse como as coisas são caras por aqui. Parece um contrassenso terem um salário tão baixo e um custo tão alto. Fomos até o Shopping depois do jantar (comida chinesa) e quase tudo o que perguntávamos custava entre 100 2 e 300 dólares em lojas comuns. 

Detalhe – Facebook continua proibido aqui na China e também tive problemas para fazer pesquisa usando o Google. 

Fotos, só depois. Faz três dias que estou tentando postar as fotos aqui no blog e não consigo visualizá-las. Se elas estiverem aparecendo, devem estar bagunçadas! rsrsrs

As fotos!!! Postadas no Brasil! rsrsrs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s